-   

T

-

 

A MÁSCARA NOSSA DE CADA DIA...
Suelydam

 
 


Benditas, queridas, desejadas e maleáveis máscaras
que nós vestimos sempre, todos os dias
seja na alegria, na decepção ou tristeza
nos acompanham sadias ou doentias...

Se levantamos animados e felizes
vestimos a máscara da emoção
se estamos de saco cheio e de bode
vestimos a bendita máscara da desilusão

Se estamos de bem com a vida
pegamos do armário a máscara da purpurina
se a vida não está lá estas coisas
serve aquele que esconde a sina

Se o amor invade a alma, que delícia
buscamos a máscara do largo sorriso
quando o amor dá meia volta e vai embora
arrancamos a máscara e não sem motivos...

Quando conhecemos algum amigo "novo"
lá está a máscara da delicadeza
mas se de alguma forma o aborrecemos
ele que usa a máscara da frieza

Todas estas máscaras são bem usadas e vestidas
nos dia a dia de todo mundo e toda gente
mas existe uma máscara que é a pior que existe

são aquelas transparentes e revestidas de dor
que usamos naqueles dias que a alma sangra
onde se rimos ou choramos, a máscara persiste!

 

* * *

 

 

 

-   

Publicado no PORTAL A ERA DO ESPÍRITO com a autorização da autora

-