-   

T

-

 

Em nome de D'us

Rivkah Cohen

 
 

 

Será que tudo é permitido
se for colocado indistintamente o nome de D'us?

Quantas vezes se ouve falar: D'us me livre?
Quem tem que se livrar somos nós!

Nós é que nos propusemos a melhorar a evolução
de nossas almas.

Nós é que rogamos para vir e consertar nossos erros.

Nós é que, diante das vaidades do mundo,
agimos de forma egocêntrica, a ponto de colocarmos
em primeiro lugar nossos interesses.

Nós é que, diante da dor de um irmão,
preferimos dizer: "ainda bem que vivemos
num país sem guerra!"

Juntarmo-nos? Darmos as mãos?
Como? Nem conheço esse povo!
Eles que se entendam, afinal, não foram eles
que começaram tudo?

NÃO, Quem começou tudo foi D'us!

Ele que nos deu a vida,
Ele que, por algum objetivo, nos colocou
num mundo sem fronteiras.

Nós é que colocamos bandeiras demarcando,
Nós é que fazemos os famigerados guetos,
Nós é que nos separamos por cor, por língua,
classe social, como se isso perdurasse!

Acordemos! A chuva que cai no solo
faz nascer as sementes que plantamos.

O primeiro a apertar novamente o botão da infelicidade,
vai nos mostrar mais uma vez,
que todos se tornam iguais diante do mal acionado... e da dor!
 

* * *

 

 
-   

TPublicado no PORTAL A ERA DO ESPÍRITO com a autorização da autora

-