Poemas

 Índice

Poeta: PENHAH CASTRO

 Títulos

 

 

CHEGA PERTINHO...

COMO SERIA O AMOR IDEAL?

CONVERSA DE UM ESPÍRITO COM SUA ESCOLHIDA MÃE

CONVERSANDO COM A MINHA ALMA

DESCANSANDO A MINHA TRISTEZA...

DEUS EM MINHA VIDA

FALANDO DE FELICIDADE

OBRIGADA AO FASCINANTE MUNDO DA INTERNET...

UM BALANCO INTERIOR

VAMOS RIR MUITO... VAMOS USAR A NOSSA SIMPATIA

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Penhah Castro nasceu no Espírito Santo, na família Da Luz...


Morou no Rio de Janeiro onde aos 17 anos 
ingressou na Pontifícia Universidade Católica, RJ, para cursar seu caminho de EDUCADORA e, paralelamente, atendeu ao curso de FONOAUDIOLOGIA sob a direção das professoras Helena Antipoff, Lucia Bentes / Ruth Pereira trabalhando na área atendendo problemas de lábio / palato leporino, dislexias, dislalias, orofaciais, gagueiras, etc...


Em 1977 iniciou sua Academia de Dança & Ginastica Penhah Artes Ballet, onde dedicou 20 anos da sua vida adulta em seu crescimento pessoal EDUCANDO através da dança, caminho percorrido por 20 anos onde foi bailarina, coreógrafa e produtora de espetáculos de dança (1977-1997), diretora de um Grupo de Dança Masculino formado de 10 rapazes...


Mas uma falência mostrou outros caminhos para Penhah Castro, de onde ela tirou no mais fundo do seu ser uma criatividade e investiu no caminho da Auto Ajuda observando que a maioria dos problemas somatizados eram devido a baixa auto estima...


Preparou-se com informações de Anthony Robbins  e Louise Hay para combater os "gênios infelizes", resgatando sua auto estima...


Desde então sua trajetória foi INFORMAÇÃO & AÇÃO! Sua proposta "achar soluções", "informar" e criar "insight"...


Trabalha há 25 anos na área educacional no Brasil e no exterior, através de Palestras e Seminários...


Seu caminho para a Poesia surgiu de muito estímulo na Internet, sendo convidada para cirandas e grupos, antologias, onde disseminei minha emoção por palavras mostrando, sempre, o lado bom da vida...

 

 

Meus Pensamentos

A vida para ser bem vivida não pode prescindir da MAGIA que se traduz
em ESPERANÇA que enfeita nossos dias...

Nesta ESTRADA DA VIDA nada receio; medo não existe porque tenho
FÉ de sempre , ter meu Deus comigo...

Vida, presente diário & contínuo, que recebemos como benção,
que valorizamos com alegria,onde dançamos felizes envoltos em fantasia...

Tristeza rima com perda, ataca o coração e, precisa ser sentida,

ser chorada, lagrimada para quando acabar deixar espaço para
a felicidade se instalar...

O AMOR causa um prazer no nosso corpo e, vai se impregnando na alma,
passando a ser a fonte de tudo, a semente permanente da vida,
de bons sentimentos que serão como um exército contra lamentos,
preconceitos, tormentos...

Penhah Castro

 

Mapa do Site

 

<- Voltar

 

Página Inicial