-   

T

-

 
AOS POETAS
Elio Mollo
08/07/2012
 
 

 

Atentai, oh, poetas,
Para os sábios de todos os tempos...
Onde o ar tem o sopro dos profetas,
As nuvens emitem seus sinais
E o louvor sopra através dos ventos.

 

E se os vulcões lançam o fogo das dificuldades,
o Supremo desobriga todas as tormentas.
Que para manter a Terra iluminada,
Colocou um gigantesco Sol
e uma infinidade de Estrelas.

 

A verdade surge aos poucos:
Seu brilho se mostra através de cada fronte,
gerando escritos e versos infindos,
Trazendo a Esperança que lança sempre uma nova luz...
Produzindo a Fé que alivia o peso de qualquer cruz.

 

O Amor é o Astro Rei das Almas.
Sua Força alcança os lugares mais escuros.
Alimentando cada gesto de Solidariedade,
Pela via de incógnitos poetas lutadores,
Que se encontram em todos os quadrantes,
mas velada pela natural ação da Humildade.

 

* * *

 

 

 
-   

T

-