Poemas

 Índice

Autora: Anna Peralva

 Títulos

-

-

-

A BELEZA DA VIDA

AINDA BUSCO...

ALÉM DA VIDA

ALFORRIA

BUSCANDO A PAZ

DANÇA DAS AURORAS

DESPERTAR

DEVANEIOS

É PRECISO

ENCANTADA POESIA

ENFIM, A LIBERDADE!

ESPERANÇA

FONTE DE NOVA VIDA

FONTE DE LUZ

HOJE SEI! (Novo)

NÃO MAIS...

NO MUNDO DA LUA

NOVOS TEMPOS

NUNCA É TARDE

O QUE FAÇO?

OBRIGADA SENHOR

PEDRA DE BARRAGEM

.

Sou simples. semente ainda pequena,

mas que já foi abençoada por outras, meus filhos!

Sei da finitude como matéria e como tal,

 permito que o tempo deixe suas marcas,

estou de passagem, a vida é uma escola

de aprendizado. E nesta viagem, preciso evoluir

o meu "eu" eterno, a alma... nela está contida toda minha

bagagem... Numa nova Era, desabrocharei mais conscientizada

e transparente, eu e este mundo tão cheio de conflitos e desigualdades.

Todos pedem que a paz venha, só pedir não é o suficiente, ela está dentro de nós, portanto é tão fácil, basta deixar fluir esta chama iluminada e que ela se propague com o vento manso da esperança.

Então viveremos numa irmandade, numa Era de Espírito, em fraternidade e harmonia.

 

Anna Peralva

POETA ERA..

QUE

QUE VENHA A PAZ

QUEM INVENTOU A PARTIDA

RENOVAÇÃO

SE EU PUDESSE

SEM DESATAR OS NÓS...

SÓ PARA OUVIR...

TONS

TUDO É BREVE

VIAJANTES DO TEMPO

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É tempo de refletir e rever conceitos,
limpar traças e poeiras do coração
para remover mágoas e preconceitos

Anna Peralva
no poema DOBRAM OS SINOS

 

SE EU PUDESSE...

Anna Peralva

 

Seria o amor em sua forma plena,

tempo de luz, sem cores de solidão.

Acordaria manhãs claras e serenas.

seria o inteiro na vida em metades!

O vento amigo que conduz as preces,

serenaria todo coração que padece.

Bendita chuva, água santa em bênçãos,

Semeando paz intensa e felicidade!

Ah... Se eu pudesse!

 

15/12/2007

 

Mapa do Site

 

<- Voltar

 

Página Inicial