-   

 

-

 

À Olga Kapatti

 

 Poemas

 

Poetas

[CIRANDA POÉTICA]

 

Homenagem

à

Olga Kapatti

(in memoriam)

 

 

Primeira publicação (in quarteto):
24 de julho de 2009 - 15h41m
 
Última atualização:
06 de julho de 2009 - 23h37m

Olga Kapatti.k - Marcial Salaverry

Neida Rocha - José Soares Cardoso

Clara da Costa - Ilze Soares

Maria Thereza Neves - Fátima Abrantes

affi /Silvia Giovatto - José Ernesto Ferraresso

Rivkah Cohen - Penhah Castro

Arneyde T. Marcheschi - Regina Coeli

Marisa Cajado - Guida Linhares

Olga Kapatti - Nancy Cobo

Hildebrando Lamberti - Helô Abreu

Marilza Pereira Calsavara (MDLUZ)

Elisa de Andrade - Pedro Valdoy

Margaret Pelicano - Kedma O'liver

Humberto Rodrigues Neto - MRegina MRibeiro

Eduardo Samuel Ferreira - Antonio Cícero da Silva

-   

 

-

 

  

De volta às raízes
olga kapatti.k

 

Preciso viver onde eu sinta o cheiro da terra,
onde encontre, com certeza, alegria e paz
Onde caminhe com calma pelas ruas sem guerra
Guerra, do trânsito, das enchentes, dos marginais!

 

Retornando às raízes, as minhas raízes..

 

Quando de lá saí, ainda garota, desconhecia verdades.
Não sabia, da falta, do verde, do cheiro de capim,
do canto do sabiá, do matar a sede do colibri na romãzeira,
da beleza das flores, do perfume das rosas no jardim,
da plenitude ao se deitar à sombra da mangueira .

 

Retornando às raízes, as minhas raízes..

 

Na expectativa de novos rumos deixei de olhar para trás..
E não me dei conta que vegetava na selva de pedras,
que o alimento foi, apenas, o labor sem sabor...
Onde tudo é ilusório, distante, frio e amargo,
onde até a Lua prefere, se esconder entre poluídas nuvens,
a dar o seu sorriso e claridade, aos amantes carentes !!

 

Retornando às raízes, as minhas raízes..

 

O tempo passou, a solidão se fez presente, ...
Hoje volto as minhas raízes, saudosa, repleta de amor,
conhecimentos mil, procurando, das chagas, alivio à dor.
Volto feliz para o verde de minha terra querida,
para, ali passar, o restante de minha vida!!!!

 

São Paulo, 18 de julho de 2.003

 

* * *

 

POETAS NÃO MORREM
Marcial Salaverry

 

Poema dedicado às poetas que
atendendo ao chamado do Amigão,
agora lá estão, poetando a seu lado,
e agora seu nome é SAUDADE...

 

O Amigão chamou-a,
apenas para tê-la mais perto,
queria uma bela poesia, decerto...
Foi-se a matéria, fica a alma...
Fica a lembrança que acalma...
Sua arte fica registrada,
sempre será amada...
Fica em paz, querida poeta...
Descanse junto ao Amigão,
e sua poesia sempre faz bem ao coração...

 

* * *

 

NÃO CHORO POR TI
Neida Rocha

 

Não choro por ti.
Não choro por ti
que partiste.
Choro por aqueles
que ficaram.
Choro por aqueles
que choram por ti.
Choro por aqueles
que não sabem
que ainda nos encontraremos
num futuro próximo.

 

* * *

 

O PODER DA FÉ
José Soares Cardoso

 

O barco de Simão singrava, lento,
O mar da Galiléia quando o vento
Furioso agitou seu braço enorme.
Desaba, impiedosa a tempestade,
Dos discípulos é grande a ansiedade,
Enquanto o Mestre dorme...

 

Encresparam-se as ondas, bruscamente,
A água invadiu tudo de repente,
E o pânico se fêz na embarcação.
É chamado Jesus com impaciência,
Todos querem saber que providência
Tomará Ele então.
"Não te importa , Senhor que pereçamos?
Não vês, que aflitos todos nós estamos,
Ante a fúria cruel da tempestade?"
O Rabi de Judá põe-se de pé,
A todos demonstrando a sua Fé
E a sua autoridade.

 

"Por que ficais meus filhos tão aflitos,
Quando tendes poderes infinitos,
Que o Pai Celestial vos outorgou?
Acaso sois mais fracos que o vento,
Que sacudindo o mar neste momento,
Vos atemorizou?

 

Acaso a vossa fé é tão pequena,
Que a fúria da borrasca não serena,
Escutando de perto a vossa voz?
O Pai nunca abandona os filhos seus,
No próprio vento, em tudo existe Deus,
Principalmente em nós!"

 

Jesus levanta a sua dextra augusta,
Erguendo, então, a voz severa e justa
E diz ao mar. Äcalma-te, emudece!"
Queda-se o mar, como que por encanto,
E a tempestade , ante o geral espanto,
Então desaparece...

 

"Quem será esse a cuja voz o vento
Torna-se fraco e manso , de momento,
Como por nós, foi neste instante visto?"
Calam-se todos, logo pressentiram:
Só faria por certo, o que eles viram,
Quem fosse o próprio Cristo!

 

Ainda agora a todo miundo encanta
A lição por demais  sublime e santa
Que nos legou Jesus de Nazaré
Por ela muito claro percebemos
O quanto um dia todos nós faremos,
Quando tivermos Fé!

 

Poema enviado por
Marisa Cajado

 

* * *

 

RUMO ÀS ESTRELAS
Clara da Costa

 

Quando olhares para o céu,
observe aquela clara estrela
que pisca prá você...
É a poeta, que rumo às estrelas,
foi cantar seus versos junto
aos anjos,
na suave melodia do seu
sorriso de paz...

 

* * *

 

Poetas Não Morrem
Ilze Soares
 
Quando partem na definitiva viagem,
é porque o ceu está precisando
de mais, muito mais poesia!
Vão encher de gostosa magia
o coração dos que sofrem longe de casa.
Deus, com sua bondade,
leva muitos artistas que vão cantando,
dançando ou poetando
alegrar os de lá.
Todos deixam, do lado de cá,
sua arte gravada para que, na saudade,
possamos revivê-los na memória.
Um dia, estaremos todos juntos,
vivendo a verdadeira felicidade.

 

* * *

 

O Poeta Sempre...
Maria Thereza Neves

 

cavalgando mares impossíveis

 

ao encontro ou fuga das palavras

 

com medos expostos ou desejo traçados

 

em versos soltos no sopro dos ventos

 

que perduram num grito  infinito

 

os sonhos expressos

 

na alma da sua poesia.

 

24/05/07

 

* * *

 

OLGA
Fátima Abrantes

 

Ao olhar as estrelas brilhando nos céus...
Ao sentir o calor do Sol em nossos rostos...
No bater das asas de um beija-flor
que vem sugar o mel das flores pequeninas...
Na Lua que singra os montes, a relva e
que afaga os amantes, os amados...
Em cada palavra de carinho lida ou ouvida,
no gesto atencioso, no olhar de uma criança...
Estarás sempre presente, Olga, querida...

 

* * *

 

Mudança de Endereço
faffi /Silvia Giovatto.

 

O trem da vida fez mais uma parada
e dele desembarcou a sensível poeta,
presidente fundadora da AVPB.
Olga Kapatti desceu acenando,
um grande pássaro azul, esperava
para conduzi-lá à sua nova morada.
Os anjos fizeram um minuto de silêncio,
depois, harpas e clarins foram ouvidos,
abafando o choro que na terra ecoava.
O céu está em festa com a chegada
de mais uma estrela, que fará parte efetiva
da sua constelação.

 

Aos familiares da Olga, os meus sentimentos.

 

Aos Acadêmicos da AVPB, o meu carinho.

 

À Olga, a minha saudade!

 

* * *

 

Cenário Poético Triste
José Ernesto Ferraresso
 
O cenário poético
esta tarde mudou,
uma poeta a mais
nos deixou.
Partiu uma estrela,
deixou-nos saudades,
foi ao encontro do Pai,
entregou-se à Eternidade.
A poeta foi para o alto
formar outra Academia,
para juntar aos poetas que lá estão,
seus versos e sua simpatia.
 
Serra Negra

 

* * *

 

OLGA KAPATTI, MANA MINHA
rivkahcohen

 

Hoje é um dia daqueles
em que se gostaria de voltar
uns minutos atrás para novamente
dizer:
TE AMO! OBRIGADA!
Mas não dá!
O tempo se esgotou!

 

As tintas estão aí,
o papel se encontra sobre a mesa,
um vento forte joga a cortina
em ondas para dentro do quarto,
mas a inspiração, o anjo também levou...

 

Quem bom que te disse, mana,
o quanto te prezo!

 

Graças a nosso D'us
acreditamos que nada tem fim
e apenas teu corpo físico descansou
e como foste guerreira!

 

Sinto que as almas vêm em grupos
e as nossas combinaram tanto,
a ponto do meu coração ficar tristes,
uma vontade inexplicável de gritar,
mas por quê?!

 

Ah...... mana! Vieste me avisar!
Ei, Rivkah!
Estou indo nessa!
Até já!
...............................
...............................
...............................

 

* * *

 

OI OLGA...
by Penhah Castro

 

Olga querida
De onde você estiver
aceite o meu carinho e a minha fé....
Você tem o mesmo nome
da minha mãezinha amada
que também terminou sua jornada...
Aí onde você vai estar
deve ser tão maravilhoso lugar
que nunca voltam para nos dizer
para que tenhamos força
para cumprir nossa Missão
e, aperfeiçoemos o nosso coração...
Mas tenho certeza que o Pai
nos recebe com os braços abertos
quando retornamos ao Seu amor
depois de uma vida de trabalhador...
Hoje, minha querida,
não quero chorar
quero apenas homenagear
a grande pessoa que você foi...
Ao carinho e incentivo
que você sempre doou...
Ás poesias que nos entregou...
Á sua beleza que nos encantou...
A este ser humano que tanto plantou...

 

* * *

 

Lágrimas e saudades...
as palavras são desnecessarias.
Arneyde T. Marcheschi

 

Quando meus olhos se molham
através de lágrimas que escorrem
pelas saudades incontidas,
e o grito que tortura a garganta
se mescla a dor incessante do coração
as palavras se tornam desnecessárias.
Gotas, dançam no rosto, silenciosas,
respeitando o momento.
A articulação não atreve a se mexer,
suspiros suaves se ouvem
como murmúrios ao vento.
Numa silenciosa prece
os vocábulos se ouvem
suaves como um cântico.
O lamento em surdina
se transforma em doce melodia.
Silhuetas abstratas desenhadas
ao acaso, na sublimidade
de três palavrinhas dolorosas,
Adeus amiga minha!

 

Vitória. E. Santo 24/07/2009
www.vidatransparente.com.br

 

* * *

 

O POETA NÃO MORRE
Regina Coeli

 

Do poeta que se vai, só vai uma parte.
Obra do Artista-Maior, que faz pura Arte,
O poeta adormece nos versos,
Reaparecendo sempre que é lido
(Amado ou odiado)
Como se não houvera partido...

 

* * *

 

À Poeta Olga Kapatti
Marisa Cajado

 

Sempre nos entristece uma partida
Mas sabemos que a partida tem chegada.
E com certeza Olga será recebida
Com mesmo amor que plantou em sua estrada.

 

Cada poesia é semente pra um poeta
Que ele planta a cada dia em sua leira.
Florescerão  a perfumar a festa
De sua chegada à vida verdadeira.

 

Choram familiares e amigos da jornada
Mas a poeta sorri, embora a saudade
Sua poesia, ficou está gravada
Elo de amor, a unir pra eternidade.


* * *

 

DEPOIMENTO DE CORAÇÃO
Guida Linhares

 

Há momentos em que se pergunta:
porque tão cedo a partida?
Mas os desígnios de Deus são absolutos,
e assim a nossa Olga viajou para outra dimensão.
Poderia escrever versos, mas o meu coração
pediu que eu divulgasse este momento especial,
em que a presença dela no meu singelo blogue
Café Poético, dedicado aos amigos poetas,
me fez muito feliz, porque ela deixou
impregnada a sua marca de filha amorosa
e senti ser a melhor forma de homenageá-la
pela grande mulher e amiga que sempre demonstrou ser.
Olga: uma nova estrela brilha no infinito!

 

- - -

 

O CAVALEIRO...HOMEM FORTE...BOIADEIRO
Olga Kapatti

 

Conheci outro dia um cavaleiro...
Vinha montado em seu cavalo alazão.
fiquei indignada com tanta beleza
com tanta destreza!

 

O cavaleiro trazia em sua montaria
toda bagagem de um boiadeiro,
Fez-me voltar à infância e sentir-me
criança...
Bateu-me uma saudade "danada"
de meu pai:

 

Homem forte...boiadeiro...trazia em sua
"guaiaca" e montaria os seus apetrechos de viagem,
Usava botas, chapéu e bombachas.
Ficava meses sem aparecer...e quando apontava lá na estrada...
Tinha os cabelos compridos, puxados atrás de seu chapéu....e a barba por fazer.

 

Homem forte...boiadeiro...valente e destemido.
Contava suas estórias e eu ficava a ouvir,
com os olhos assustados,
mas com o coração a transbordar de paixão
de ser a filha daquele homem boiadeiro...
valente ... cavaleiro
e de bom coração!

 

nota da autora:
Ofereço ao meu querido Pai, Alberto Capatti (Gilberto),
o homem forte, que me ensinou a ser forte também.
(reedição- 2008)

 

* * *

 

Olga Kapatti
Nancy Cobo

 

Grande amiga para qualquer momento
Você partiu deixou no coração de cada poeta
uma saudade imensa.
Muita coisa você nos ensinou
isso levaremos para sempre.
Obrigada Olga, por ter existido

 

As lágrimas são de saudade
uma dor que não tem explicação
que se sente e em palavras não
se consegue definir

 

Descanse em Paz Olga Querida
O Céu ganhou mais uma estrela
de Real Grandeza.

 

* * *

 

Uma pessoa irretocável
(Hildebrando Lamberti)
 
NA MESMA PEDRA SE ENCONTRAM,
CONFORME O POVO TRADUZ,
QUANDO SE NASCE UMA ESTRELA,
QUANDO SE MORRE UMA CRUZ.
 
MAS QUANTOS QUE AQUI REPOUSAM
HÃO DE EMENDAR-NOS ASSIM:
PONHAM-ME A CRUZ NO PRINCIPIO...
E A LUZ DA ESTRELA NO FIM!
(inscrisão para um portão de cemitério - Mário Quintana)

 

 

 

Olga Kapatti foi uma dessas pessoas que passam por nossas vidas deixando um aprendizado e um exemplo de vida a ser seguido.

 

Uma pessoa irretocável, nos corações por onde ela passou estará sempre presente de forma serena, belíssima e permanente.

 

Mestra e poetisa sabidamente reconhecida, uma perda irreparável para a literatura Brasileira.... 

 

 

Lembrai-vos, ó pai, da nossa irmã Olga Kapatti que morreu na esperança da ressurreição, acolhei-a junto a vós na luz da vossa face.
 
* * *

 

BIOGRAFIA 

Sou natural de São José do Rio Preto, uma linda cidade do interior do Estado de São Paulo. Trabalho na área de fiscalização federal há mais de 20 anos, na Capital e meus dias são vividos entre estas duas cidades.

 

Não me considero poetisa, apenas uma pessoa que gosta de escrever o que lhe vai dentro d"alma, com simplicidade, com vocábulos não rebuscados , mas procurando sempre , revelar o verdadeiro sentimento. Dificilmente escrevo com temas fictícios.. uma vez que meus textos são inspirados em minha própria vida , em momentos vividos no passado, presente ou que poderão ser vividos no futuro.

 

Sinceramente, depois que comecei a escrever, muitos sentimentos que estavam guardados à "sete chaves' em meu interior, vieram à tona e me fizeram muito bem, aliviaram-me as tensões por assuntos não resolvidos.


Por outro lado, escrever faz bem a todo ser humano, pois é uma maneira simples que se encontra em homenagear uma pessoa, um Grupo ou mesmo um animalzinho de estimação.

 

Aqui no Brasil ainda é minoria, mas tenho visitado Sites dos E.U.A nos quais se vê um número incrível de pessoas que elaboram lindas HP em homenagem aos seus bichinhos de estimação, punk, nick e helmes, o nenê, como carinhosamente o tratamos.

 

Os três , juntamente com Y.K o grande amor de minha vida , meus parentes e amigos preenchem minha vida e me trazem muitas alegrias.

 

Sou "owner! do Grupo Poesias e Atualidades, um grupo pequeno, pois não faço caso de quantidade, mas sim de qualidade, fundado por mim, há dois anos, em que vivo momentos maravilhosos com meus amigos virtuais.


Encontro em cada poesia um filho, uma cria... e quando a vejo terminada, com os efeitos produzidos por mim também.. sinto uma alegria inexplicável e isto se dá, inclusive, aos temas mais sombrios.

 

A vida é cheia de surpresas, ela nos oferece alegrias e tristezas e nos resta, apenas, saber conviver com esses dois sentimentos antagônicos.

 

e meu lema sempre foi o seguinte: cultuar o positivo e negligenciar o negativo assim você conseguirá viver bem com os outros e com você mesma.

* * *

 

Estrela Nascente
Helô Abreu

 

Ontem surgiu nos céus mais uma estrela
Estrela noturna a iluminar os caminhos
dos amigos, que no cheiro de terra molhada da poesia
sonham ainda com o mel intangível da posse da
fotografia imutável da vida.

 

Estrela Guerreira, a domar dragões e cavalos imaginários
nos caminhos da vida,
muitas vidas que vivestes,
ora como capitã do barco guiada pela estrela
observada pelos olhos da menina que sempre morou em ti, 
ora com mãe que chorava a ausência
da cria mais amada,
ora com ardente mulher querendo viver
e sabendo perder.

 

Estrela Deusa a criar do barro e das pedras
formas virtuosas de ser,
oleira que transformava o nada em arte
de beleza tão rara!

 

Verei-te sempre assim... três, 
na tela somando-se em uma única
capaz de vencer quase sempre, 
capaz de estar no comando sem dúvidas ou titunbeios, 
mesmo no balanço do barco, 
brilhavas na certeza que flores só nascem em terra arada!

 

O teu caminho neste mundo de dor
chegou ao fim em uma fria manhã de julho, chuvosa,
de forma apressada e como endorfina
cessou tua dor, limpou as lágrimas de tristezas
No colo da mãe N.S. Santana
hoje estás sentada
iniciando uma vida nova que chegou,
recebendo da mãe de MARIA as boas vindas!
Partistes irmã..mas continuarás iluminando nossas vidas!

 

* * *

 

ESPIRAL DE LUZ
MARILZA PEREIRA CALSAVARA
MDLUZ

 

Um espiral de luz,
Eleva-se para o céu azul,
É uma alma poeta
Que segue para os caminhos de Jesus.

 

 

* * *

 

TRISTEZA NO OLHAR
Elisa de Andrade

 

Hoje o dia tornou-se cinzento
A alegria deu lugar à tristeza
Tudo isso porque você partiu de momento
E vai deixar saudade ... com certeza!

 

Da presença marcante e estimuladora
da Poesia e das Artes ... uma guerreira
Desse convívio virtual ... uma incentivadora
Da AMIZADE dedicada ... uma vida inteira!

 

Segue ... AMIGA ... teu caminho
em direção ao bom DEUS ... encontrar
Um dia lá formaremos ... com carinho
Um grupo de POESIA ... pra encantar!

 

Petrópolis – RJ
24/07/2009

 

* * *

 

Olga Kapatti
Pedro Valdoy

 

Quantas alegrias sentia
com tão belos poemas
que corriam serenos belos
na harmonia do tempo

 

No encanto das estrelas
teu sorriso brilhava
na planície das virtudes
por entre as rosas

 

Deus chamou-te
para uma nova era
certamente melhor
para uma nova poesia.

 

* * *

 

Para Olga Kapatti
Margaret Pelicano

 

Quando uma estrela parte,
deixando em seu rastro de luz tanta beleza,
gentilmente vem buscar anjos,
como Olga Kappatti
em sua grandeza...

 

Quando uma estrela parte,
não deixa um vazio em seu lugar,
ficam miríades de azuis e verdes, rosa, lilás...
enfeitando o cosmo gigantesco,
formando castelos pelo ar,
levando pelo caminho fadinhas
em eterno murmurar...

 

Parte pois, menina linda,
espalhe alegria por onde for,
crie nos céus outra academia,
cheinha de cor e amor,
acaricie as criancinhas,
ensine a ler e escrever,
parte doce estrelinha,
nos veremos ao amanhecer.

 

Brasília - 24/07/2009

 

* * *

 

À OLGA KAPATTI
Kedma O'liver

 

O dia não terá tanta alegria
Luzes faltarão em suas nuances
Gritos se ouvirão ao longe
Amiga, onde estás?
 
K(qu)erida por todos os amigos
Atenta a todos os problemas
Presente quando necessária
Amor em seus gestos
Ternura em suas palavras.
Teras sempre lugar em nossas memórias.
Inesperada perda.Deixarás saudades.

 

* * *

 

ATÉ UM DIA, OLGA!
Humberto Rodrigues Neto

 

Não deixemos que o pranto nos apene
pela poetisa que de nós se afasta,
porquanto a sua poesia pura e casta
Deus quis levar para a mansão solene!

 

Que esta saudade que hoje nos devasta
não doa em nós como algo tão perene;
pois a alma passa pela morte, indene,
só a carne morre quando enferma ou gasta!

 

Se em vida a Olga só pisou espinhos,
colhe hoje as rosas lá na imensidade
entre aléias de angélicos caminhos!

 

Mesmo vendo-a feliz na eternidade,
como é duro lembrarmos seus carinhos
e sufocar no peito esta saudade!

 

* * *

 

Obrigada querida amiga Olga
- MRegina MRibeiro -

SPaulo, 28 de julho de 2009
 

Obrigada querida amiga Olga,
por teres existido na minha vida.
Estou fazendo tudo "direitinho".
Sorrio até hoje com a história do jeitinho.
Aprendi a lição...
tudo na vida tem mesmo um jeito.
Saudades estou sentindo
mas estarei sempre te escutando
e lendo com muito carinho.
Não vou parar de escrever
afinal, fostes uma excelente mestra,
além de uma grande amiga.
Até breve...
MRegina MRibeiro,
uma coruja amiga saudosa.

 

* * *

 

HOMENAGEM À OLGA KAPATTI
Eduardo Samuel Ferreira

Existe um fator que une todos os poetas,
a inspiração.
Mesmo quando não se conhecem,
podem sentir uma forte união.

Olga Kapatti retornou a pátria
do mundo espiritual.
Sabemos que o seu amor à poesia
não terminou com a vida material.

Quem sabe se ela não está
lá na Casa do Escritor,
escrevendo lindos versos
e direcionando para esse mundo, mais amor.

Sei que essa ciranda
está lhe chegando com muita felicidade.
Ela é merecedora de todo esse carinho
dos poetas dessa Era da Realidade.

Esteja em paz irmã Olga Kapatti, que Deus
continue iluminando a sua inspiração.
Não lhe conheci pessoalmente,
mas receba um abraço desse irmão.

* * *

 

A POETA NÃO MORREU
Antonio Cícero da Silva

A poeta não morreu
Com Deus ela foi morar
Ao lado de Jesus Cristo
Ela sempre vai estar.

Nós estamos chorando
Ficamos amargurados
Tão cedo ela partiu
Deixou-nos enlutados.

A poeta se mudou
Atendendo ao chamado
Do Eterno Criador
Mas nos deixou desconcertados.

Nosso adeus a nobre colega
Que para nos alegrar escreveu
Com brilho e valor
A poesia enriqueceu...

* * *

 

 

-   

 

-