-   

T

-

 

A FORÇA DA PALAVRA

Marcial Salaverry

 
 

 

Li em algum lugar, dito não sei por quem, mas vale a pena analisar a coisa, vejam se não tenho razão:


Três coisas que não voltam atrás: a Flecha, a Palavra e a Oportunidade.


Sem dúvida alguma. Após lançada, a flecha não pode voltar, nem sequer desviar-se do rumo dado. Se a mira não foi correta, ao invés da maçã, acertará no nariz... Óbvio então, ter-se o máximo cuidado ao arremessarmos uma flecha...

 

Quanto à palavra... é aí que mora o perigo, pois geralmente a língua é muito mais rápida do que o cérebro... essa é uma das vantagens do computador, pois você lê o que escreve, podendo analisar as besteiras ANTES de mandar em frente.

 

Mas, quando falamos... não há tecla Del que resolva... a flecha oral já foi lançada... sempre existe o recurso das famosa frase: Pô... desculpa, não foi isso que eu quis dizer... mas disse. Uma vez dito, dito está. Uma frase ofensiva, por vezes jamais será esquecida.

 

É exatamente por isso que sempre é necessário ponderar-se bem durante alguma discussão, para que não se diga nada irremediável. Por vezes um: "não quero mais te ver na minha frente", é levado a sério... portanto... há que se usar o cérebro antes do que a língua.

 

Quanto à oportunidade... só se pode recomendar uma pequena coisa: nunca podemos descartar uma oportunidade que nos surge, antes de analisá-la profundamente, pois uma vez descartada... não mais voltará.

 

Disso tudo, a única conclusão a que podemos chegar, é que sempre se deve usar a ponderação, evitando-se atitudes precipitadas.

 

* * *

 
-   

Publicado no PORTAL A ERA DO ESPÍRITO com a autorização do autor

-