Artigo

VALORES ÉTICO-ESPÍRITAS

Luiz Carlos D. Formiga

 
 
 

Palestra na AME CARIOCA.

12/11/12.

Azul do mar lembra Gram, naufrágio e Ética

 

ESCOLAS ÉTICAS
Gontijo, J.T. 2011. Ética Espírita – Um esforço para delineação.

http://www.panoramaespirita.com.br

 

1. ARISTOSTELES.

Ética das Virtudes.

“Buscar o equilíbrio, o caminho do meio.”

A coragem é o meio termo entre o medroso e o destemido.

 

2. JESUS.

 Após o período grego.

A Ética do Amor.

“Faça ao outro o que gostaria que o outro lhe fizesse”.

 

3. MODERNIDADE. KANT.

A Ética do Dever. 

O ser humano é fim e não meio.

“Aja de tal modo que a máxima que te orientou possa ser universalizada”.

 

4. J. BANTHAN.

1748-1832.

Princípio da Utilidade.

“Aja de tal maneira que a tua ação possa produzir a maior felicidade para a maioria das pessoas afetadas”.

 

5. A. KARDEC.

1804-69.

Ética Espírita.

L.M., XXXI, IX.

“Espíritas amai-vos, este é o primeiro mandamento” (Jesus),” instruí-vos, este é o segundo “(complemento espírita ).

 

6. J. HARBERMAS.

Séc. XX.

Escola com a subjetividade necessária.

Ética do discurso.

“Uma norma é válida quando todos aqueles que por ela possam ser afetados a aceitam, após livre participação em um discurso prático que conduziu ao acordo, sem coação”.

 

1. CARACTERÍSTICAS DA ÉTICA ESPÍRITA

 

1. Razão - meio de estabelecimento.

 

Ação inteligente - discernir o bem do mal. 

  • Bem - tudo o que é conforme à Lei de Deus; o mal, o que lhe é contrário.  Discernimento - aclara com o progresso intelectual (LE 631,693,780).

  • A Lei Divina (Natural) é um conjunto. Leis Físicas e 10 Morais (regras de bem proceder).

  • Responsabilidade - na razão da capacidade de compreender o bem e o mal (LE 637).

  • Podemos dizer que é cognitivista.

2. CARACTERÍSTICAS DA ÉTICA ESPÍRITA

 

1.   Retirando dos fatos teoria sólida, não abrindo mão de evidências experimentais é empírico-racionalista.

 

3. Baseia-se em princípios já reconhecidos (normativa , base L.M) e busca a perfeição com o “telos” das ações. É assim deontológica (L. naturais), mas não exclui a responsabilidade das consequências das ações no aqui e agora. Faz síntese. Deontologia e Teleologia. 

  • “Consciente da responsabilidade, não só, pelo mal produzido, mas também pelo bem não realizado (LE), valoriza a “Prudência” (cognitivo), “Diligência” (afetivo) e “Perícia” (psicomotor).

3. CARACTERÍSTICAS DA ÉTICA ESPÍRITA

 

4. Amplia comunidade e intersubjetividade (ética do discurso), incluindo na discussão os espíritos (médiuns). Considera argumentos trazidos de um ponto de vista diferente.

  • Define padrão (Leis morais ou divinas) de ordem externa, superior e desconhecida, cabendo ao homem o descobrimento e a compreensão do melhor caminho a trilhar.

  • A razão, por meio do “transdiscurso” compreende e aprofunda a essência das leis morais. Portanto é “transdiscursiva”.  

2. Características da Ética Espírita.

 

5. Faz-nos avançar, modificando e ampliando normas de ações. O progresso pessoal conduz à melhor compreensão e aplicação, adquirindo mais perfeição e com isso aumentando a soma de felicidade (LE 115, 466,495, 501, 776, 778, 897, 993)

  • Portanto é naturalista-evolucionária

5. CARACTERÍSTICAS DA ÉTICA ESPÍRITA

 

6. Dotados de razão, as Leis Morais são válidas para todos os seres humanos, assim como as normas e ações nelas fundadas.

 Característica Universal.

  • Kardec encara o Espiritismo através de perspectiva universalista. Há visão global, transdisciplinar do conhecimento. (Gên., I, 18)

O ATO HUMANO

 

Para a Ética o ser humano age por uma motivação em vista de uma finalidade.   Vários fatores psicológicos, sociais e culturais podem influenciar estes atos.

 

Mesmo os atos médicos e científicos, podem ser maus e irresponsáveis, se as motivações forem egoístas ou se a finalidade for a ganância de fama, poder ou riquezas.

 

MÉTODO DE REFLEXÃO

 

O método da reflexão bioética é:

  • o diálogo,

  • o debate interdisciplinar

que permitem maior conhecimento e compreensão dos diversos aspectos que envolvem a vida humana.

 

EDUCAÇÃO. SALTO DE QUALIDADE

 

Da informação para a formação de uma nova consciência profissional com sua especificidade humana.  Capaz do diálogo, da percepção dos problemas éticos e da objetividade de apresentação destas questões, em vista da decisão a ser tomada, em conjunto com outros nela envolvidos.

 

SBPC/ML

 

Menos da metade dos 16 mil lab. privados de diagnóstico do país têm controles internos de qualidade e só 2% passam por auditorias externas, que avaliam seus processos.  Isso explica as ações por erros de exames que tramitam nos Tribunais de Justiça.

Entre 2000 e 2007 - 1509 processos.

Entre 2008 e início de 2012 - 1780 ações por danos morais contra o - setor da medicina diagnóstica.

UM CENTRO DE REFERÊNCIA NA UERJ
New possibilities for Laboratory diagnosis of diphtheria. Brazilian J. Med. Biol. Res., 18:401-402, 1985.

 

SALTO DE QUALIDADE
 (Ensino)

 

Da informação para a formação

 

Síntese:

Um profissional ético, com consciência crítica, livre, criativa e responsável, capaz do diálogo.

 

CONSCIÊNCIA CRÍTICA, CAPAZ DO DIÁLOGO

(humildade)

 

Diphtheria in a vaccinated adult in Rio de Janeiro, Brazil.

Brazilian Journal of Microbiology.

32: 236 – 239, 2001.

 

SALTO DE QUALIDADE
 (Ensino) 

  • Produzir profissional qualificado, implica em aquisição/produção de conhecimento; capacidade técnica e atitudes profissionais.

  • Há necessidade de contínua informação, atualização técnica e formação permanente.

  • Ser informado das novas técnicas implica em saber executá-las, mas também em saber posicionar-se diante dos problemas éticos que dela decorrem.

O IMPERATIVO ÉTICO 

  • O progresso tecnológico requer da Bioética reflexão prática.

  • A questão “o que posso fazer?” deve estar acompanhada.

  • O que devo fazer? O que é bom fazer? Que bem promover e preservar

  • Deve-se aceitar o aborto para “salvar a vida” da gestante HIV soro-convertida, grávida pelo estupro?

A ÉTICA VISA O BEM A SER CONQUISTADO

E NÃO APENAS AO MAL QUE DEVE SER EVITADO. 

  • A Bioética é a Ética aplicada aos problemas que se desenvolvem nas fronteiras da vida. Socorro do ser humano na singularidade da individualidade.

  • Não pretende ser restritiva, mas deve colocar limites éticos para salvaguardar a pessoa humana, sua vida e humanidade.

  • Interdisciplinaridade / transdisciplinaridade.

UERJ PREVENINDO DEMANDAS JUDICIAIS

 

Estudo trata da prudência, da diligência e da perícia no Lab. Bacteriologia Clínica para enfatizar o necessário respeito pela dignidade da pessoa humana e incentivar o estudo continuado, fazendo emergir a reflexão entre o benefício que deve ser maximizado e o dano a ser minimizado.

 

MICROBIOLOGIA IN FOCO, 3 (11): 10-16, S.P., SBM, 2010.

http://www.espiritualidades.com.br/Artigos/F_autores/FORMIGA_Luiz_tit_centro_de_referencia_prevenindo_demandas_judiciais.htm

http://orebate-jorgehessen.blogspot.com.br/2012/03/um-centro-de-referencia-na-uerj.html

 

* * *

 

 

 

 

 Publicado pelo A ERA DO ESPÍRITO com a autorização do autor.